sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

é díficil acreditar que temos a capacidade de agir da forma que desejamos agir. justamente porque nos é dificil aceitar essa possibilidade.
Adorno dizia que vivemos numa sociedade hermeticamente fechada, que qualquer tentativa de mudança se torna um meio pra torna-la mais fechada. Há de se discordar, senao ainda viveríamos sob custódia de padres e repressão.

Contudo tenho medo, (má-fé diria outro), desamparo, angústia.
não quero me tornar mais uma que assiste tv dia de domingo.
pra isso tem que se ter a ação.;

"a existência precede a essência". posso muito bem daqui há 10 anos ter filhos, casar-me e achar que o que eu penso hoje é besteira juvenil utópica. pra tanto tenho que tornar o exercício do pensar diário e concreto. não basta sonhar e cair no quietismo. tem-se que rebelar a todo e qualquer tipo de proibição. já que o homem é livre,cumpade, entao temos o poder. saca?
tô transcrevendo algumas palavras de um cara.
achei massa que ele disse que já que somos livres, somos responsáveis por toda a humanidade. pra tanto penso somos responsáveis diretos à natureza. papo naturalista ambiental.
ainda tenho desamparo e terei por muito tempo ainda.
tenho desamparo com a morte, com o que escrevo, com o que eu quero agir, enfim, como se pode planejar a ação se está perdido num monte de merda e desorientação?
otimismo amarrado. "ah... as coisas andam melhorando, nao vê o q fulano fez, que o partido tal aprovou, bla bla bla".

5 de março. aulas começam.
um conhecido diria que nada vai mudar,. ah vai. tem q mudar.
yeah!

2 comentários:

Pedrociano disse...

muito bom, gosta do que você pensa muito sensato e sincero...

mas, mais um pensamento " sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só mas sonho que se sonha junto é realidade"

Alexsandro Guergolet disse...

gostei do texto. também gosto do Sartre.