sexta-feira, 6 de junho de 2008

Rio de janeiro é lindo.,

seis de junho de dois mil e oito.

andei por niterói inteira, encontrei obra de Niyemaier (nao sei como se escreve), ri muitas vezes de noites anteriores e fiquei preocupada. assim que terminei o trabalho pensei: vou arranjar um gringo e viver de papo pro ar, lembrei do marivaldo e ele me dizendo coisas afins. quero desejo anseio morar aqui, mas as vezes me dói o peito, de foras que eu vou ter que dar, de trepadas.... que talvez .,.. hum... suspire suspire, vai dar certo é glória na cabeça. a felicidade é independente à quantidade de desgraças que acontecem. rir e viver é um fato que só os poucos libertinos têm acesso. muita saudade do meu irmao. mas nao quero voltar. O rio de janeiro fede por vezes e é tao bairrista quanto Fortaleza (às vezes pior), mas quando vc conhece um estudante de cinema, num cinema, bebe com ele na lapa, faz uma leitura de uma peça com desconhecidos queridos, bebe conhaque quando se já esta tao bebada, e ele nao te repreende, chega num apeê e lê mais poesia (nessa hora tão bebada lembrei-me do Diego dizendo que segundo a ditadura dele, toda pessoa que nao lesse poesia iria pro paredão), dormi.
trabalhei
bebi
ainda nao trepei
sou um animal andarilho errante.
que saia logo o edital de transferencia porra!
porra... esqueci de trancar a porta do caralho da ufc.

cerebro eletronico: escuto.
estou num dos momentos que eu mais gosto d viver.
sozinha e com os meus amigos dentro do peito.
acompanhada e em festas arrombantes.
voando. para o mundo
eu sou egoísta, não se esqueçam.
mas nascemos so/zinho0s e morremos? com deus nos acompanhando?
hahahahaha
ok ok
xD
é isso.

3 comentários:

cilla disse...

aproveita beibe...
e não deixa de escrever!
:)
:***

mais algumas coisas disse...

e ela finalmente alça um vôo ou se joga na terra ou areia da praia se lambuzando em meio a sonhos...
há caminhos para além destas ruas repetidas de nossa cidade,há becos e cretinices por conhecer...e diversos mundos loucos com doentes por percorrer.
quantos corpos e sotaques ha de provar?
qsonho com meus pés pisando o intangível.
inveja.
mas ainda há muito por desvendar por aqui...
beijos.

Heyk Pimenta disse...

vou lendo.
Quero memso é ver o caderno, essa pressa da internet danifica um pouco a compreensão. Massa.

Ao som da cibelle.