terça-feira, 28 de agosto de 2007

gente.

as vezes aparece um desespero, por causa do desaparecimento da minha gata... mas eu to tao feliz com a filosofia... eu amo tanto ela, tanto. é passional e dramático.





mas a seguir uma historieta...



ficamos duas horas conversando... bla bla bla... ele me dizia que tinha namorada e eu dizia que tinha namorado. ele me dizia que o desejo acontecia e que os homens nao deviam nomear, nao deviam nomear nem o amor... por que, cargas d'agua, o amor tinha nome? o amor foi uma coisa inventada por tolos... (ou tontos). mas era tao bom viver aquilo, que ficamos 2 horas colocando em palavras aquelas situações, vc tem namorada e eu tenho namorado. vc me deseja. ? falamos mal de professores, que pensam que estão na setima série... falamos do nosso primeiro encontro e como foi - um puta - acaso nos encontrarmos depois. como foi alucinante conversar filosofia assim de cara, sem conhecer nem pra crer.... falamos... falamos... até que encheu uma caixa d'agua torrencial... nao sei de que.

- eu devia ta te agarrando há duas horas...

- eu sei,.. mas a gente tem a mania de colocar tudo em palavras...

- entao por que o beijo nao acontece?

- é tao dificil depois que se coloca em palavras, pra mim é muito facil seduzir (ou se deixar seduzir), mas agora que eu sei que vc quer e vc sabe que eu quero, eu fico com vergonha.

Fechei os olhos como se eu fosse uma aluna da setima serie, tentei beija-lo, (risos), a minha testa bateu com o nariz dele... na segunda tentativa vindo dele, deu tudo certo, eramos enfim o que nós tanto tentamos colocar em palavras...

-sexta feira falei de vc pro meu namorado, eu disse pra ele que tinha resolvido arranjar um amante...

- desde de 1 primeira vez que a gente se encontrou eu pensei em ser seu amante.

- entao tá. :-)



subimos então pra ciencias sociais e fomos pra uma sala. ai, coisas em lugares públicos são otimos de se atravessar, de se viver mesmo. o escuro e ele dizendo que eu tinha cara de anjo, (subentende-se com corpo de demonio), o escuro e eu tateando, corpos... finalmente! fazia tempo que nao tateava assim. o velho rock. o aquecer-se; eu gostei dos comentarios dele na sala. (nada a ver com a moral e os bons costumes. ) hahahaha

Mas, crianças, isso vale pra vcs, nao tinhamos petite chemise* e ficamos de nos encontrar depois...



Odeio quem nao vive.
eu mesmo lendo esse texto dias depois acho ele alucinado demais, corrido demais, inquieto demais... mas fazer o q? ele é assim. quem sou eu pra aquieta-lo.